Aqua Viva

70415480_2491974917701578_7554278231583490048_o

 

ÁGUA VIVA

A performance inspired by the work of Clarice Lispector

Saturday | Setember 21| 21h30

Igreja do Espírito Santo | Largo João de Deus |Caldas da Rainha

>free outrance<

 

In her 1973 novel, Água Viva, the Brazilian author Clarice Lispector presents us with metaphysical reflections of the most spellbinding nature. It embodies the power of artists to speak to us from beyond the grave through their surviving works. By interacting with their creations we can become surprisingly intimate with artists whose physical bodies are long dead.

We can reflect on how some aspects of life are timeless: such as our fascination with and fear of death. We become conscious that our lives are played out in the paradoxical tension between continuity and discontinuity. The performance is a reflection about this strange form of communication, drawing upon many of the temporal, musical, and metaphysical themes found in Água Viva.

The Swedish dancer and choreographer Carima Neusser moves to a soundscape created by the Portuguese musician Garcia Da Selva. It has been composed from audio taken from a rare 1977 interview with Lispector on Brazilian television. Her words, distorted and amplified, shed light onto her creative process – providing an arrhythmic dynamic for a choreography performed in her honour.

_

(PT)

ÁGUA VIVA

Uma performance inspirada no trabalho de Clarice Lispector

Sábado | 21 Setembro | 21h30

Igreja do Espírito Santo | Largo João de Deus |Caldas da Rainha

>entrada livre<

 

No seu romance de 1973, Água Viva, a autora brasileira Clarice Lispector apresenta-nos palavras poéticas e reflexões metafísicas da natureza mais fascinantes. Incorpora o poder de artistas de falar connosco além do túmulo, através de suas obras sobreviventes. Através de suas criações, podemo-nos tornar surpreendentemente íntimos com artistas cujos corpos físicos estão mortos há muito tempo. Podemos refletir sobre como alguns aspetos da vida são atemporais, como o nosso fascínio e medo da morte. Tornamo-nos conscientes de que as nossas vidas se desenrolam na tensão paradoxal entre continuidade e descontinuidade. Esta performance é uma reflexão sobre essa estranha forma de comunicação, utilizando muitos dos temas temporais, musicais e metafísicos encontrados em Água Viva.

A bailarina e coreógrafa sueca Carima Neusser mexe numa paisagem sonora concebida pelo músico português Garcia da Selva, criada a partir de áudio retirado de uma rara entrevista de 1977 com Lispector na televisão brasileira. Suas palavras, distorcidas e amplificadas, iluminam o seu processo criativo, proporcionando uma dinâmica arrítmica para uma coreografia realizada em sua homenagem.

_

The project is organised with Gremio Caldense and has been made possible through a grant from the Swedish Arts Grants Committee.

http://www.visionforum.eu

www.carimaneusser.com

www.perhuttner.com

Garcia Da Selva

@3rabbitsfarm